Como instalar o Arch Linux

Hoje eu irei mostrar os passos necessarios de como instalar o Arch Linux. Bem, primeiramente faça o download da ISO mais recente. Depois de finalizado o download da ISO, pelo USB ou CD bootável inicie o sistema utilizando a mídia de instalação. Nesta dica, você saberá como instalar o Arch Linux.

Como instalar o Arch Linux

A instalação do Arch Linux é iniciada logo após o boot, será exibido uma tela, como mostra a imagem a baixo. O Arch Linux não tem mais ISO de 32 bits, somente 64 bits, por isso é importante você ter um processador compatível com o 64 bits.

Uma vez que seu sistema estiver inicializado, você estará logado como root por padrão.

Você necessita ter uma conexão com a internet para que possa instalar o Arch Linux. Verifique se sua conexão está ativa digite o comando abaixo:

ping google.com

Você também precisará configurar o seu teclado, para facilitar o processo de instalação. Configure o teclado ABNT2 através do seguinte comando:

loadkeys br-abnt2

Para verificar a tabela de partição, execute o seguinte comando:

fdisk -l

Para particionar o disco podemos utilizar o fdisk ou Cfdisk, que são gerenciadores de partição. Para facilitar o entendimento irei utilizar o Cfdisk.

Vamos criar três ou quatro partições caso esteja utilizando UFEI para definir uma partição de boot:

  1. Partição root, /dev/sda1, como primary bootable com tamanho de 10 GB eistema de arquivos ext4;
  2. Partição swap,/dev/sda2, como primary e o tamanho pode ser 2 vezes o tamanho da sua mémoria ram;
  3. Partição lógica,Home, /dev/sda3, com o resto do espaço e a partição formatada com sistema de arquivos ext4.

Digite cfdisk no terminal. A seguinte tela será mostrada.

cfdisk

Selecione a opção DOS ou GPT.

Digite o tamanho da partição, no nosso caso é 10GB. Você pode também especificar o tamanho em MB basta apenas utilizar a letra M.

Então, precisamos agora escolher o tipo da partição, primária, lógica, swap etc. Como mencionei anteriormente, vamos criar essa partição primária e bootável e com o sistema de arquivo ext4.

A primeira partição será destinada ao / .

Em seguida, selecione Bootable para que essa partição se torne bootável.

Então, selecione Write utilizando as teclas de direcionamento no teclado para gravar as mudanças feitas na partição. Digite Yes para salvar as alterações.

CRIANDO A SEGUNDA PARTIÇÃO SWAP

A segunda partição destinada a memória de swap na opção TYPE você poderá selecionar opção Linux Swap / Solaris

Selecione o espaço livre, utilizando as teclas de direção do teclado e selecione New.

Digite o tamanho da partição swap, lembrando que o tamanho dessa partição será o dobro da quantidade da sua memória ram.Eu tenho 2 GB de memória, então reservei 1024M para minha partição de swap.

Selecione o tipo da partição como Primary. Selecione Write e digite Yes para salvar.

CRIANDO A PARTIÇÃO LÓGICA (EXTENDIDA)

Novamente, selecione o espaço livre e digite o tamanho da partição. Como esta é a minha última partição, quero atribuir todo espaço livre para ela.

Em seguida, selecione o espaço livre, utilizando as teclas de direção do teclado para a partição Home e selecione New.

Finalmente, salve as alterações feitas na partição selecionando a opção Write. Depois de criar as partições necessárias, selecione Quit para sair do gerenciador de partição.

Você pode verificar os detalhes das partições criadas , digitando o comando:

fdisk -l

FORMATANDO AS PARTIÇÕES

  1. mkfs.ext4 /dev/sda1
  2. mkfs.ext4 /dev/sda3
  3. mkswap /dev/sda2
  4. swapon /dev/sda2

INSTALANDO O SISTEMA BÁSICO DO ARCH LINUX

Depois de ter criados as partições necessárias e à formatamos. Agora, devemos monta-las na ordem para que possamos instalar o sistema base do Arch Linux.
Iremos montar a partição Primária (/dev/sda1) em /mnt e a partição Home em /mnt/home.

mount /dev/sda1 /mnt

mkdir /mnt/home

mount /dev/sda3 /mnt/home

Agora, chegou a hora de instalarmos o sistema base Arch Linux.

pacstrap /mnt base

pacstrap /mnt base

OBS: Caso deseje instalar os pacotes de desenvolvedor basta digitar base-devel, caso contrario não é necessário instala-los. pacstrap /mnt base base-devel

Após a instalação do sistema base, iremos criar o arquivo fstab utilizando o comando:

genfstab /mnt >> /mnt/etc/fstab

CONFIGURAÇÃO BÁSICA DO ARCHLINUX

Agora, iremos mudar para o novo sistema baseArch Linux instalado, utilizando o comando:

arch-chroot /mnt /bin/bash

O próximo passo é configurar a linguagem do sistema. Para isto vamos editar o arquivo /etc/locale.gen

nano /etc/locale.gen

Descomente a linha pt_BR.UTF-8 UTF-8 para utilizar o português Brasil, caso queira utilizar o padrão americano basta apenas localizar a linha en_US.UTF-8 UTF-8 e descomentá-la também.

Salve e feche o arquivo.
Em seguida, gere as novas localidades usando o comando:

locale-gen

Crie o arquivo /etc/locale.conf

nano /etc/locale.conf

Adicione a linha: LANG=pt_BR.UTF-8 e salve e feche o arquivo.

A configuração do fuso horario pode ser feita depois.

CONFIGURANDO A REDE

Edite o arquivo /etc/hostname:

nano /etc/hostname

Defina um nome para o seu sistema Arch Linux, você pode usar o nome que desejar:

Salve e feche o arquivo. Em seguida, edite o arquivo /etc/hosts e defina o nome do host também. O nome do host deve ser igual ao configurado no arquivo hostname.
Em seguida, para que as configurações de rede fiquem automáticas ao inicar o sistema, use o seguinte comando:

systemctl enable dhcpcd

Instalação do GRUB

Agora, nós precisamos instalar o boot loader para a nova instalação do Arch Linux.

Para fazer esse procedimento, execute os seguintes comandos:

pacman -S grub os-prober

Caso o seu processador seja intel você deve utilizar o comando abaixo:

pacman -S grub os-prober intel-ucode

Instale então o bootloader no primeiro HD, e gere automaticamente a configuração inicial do grub através do grub-mkconfig:

grub-install /dev/sda

grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg

Agora vamos criar o “terreno” para nosso usuário, primeiramente instalamos o sudo para poder executar comandos de administradores.

pacman -S sudo

Vamos permitir que o grupo wheel, sejam capazes de executar tarefas administrativas.

nano sudoers

Localize %wheel ALL=(ALL) ALL e descomente.

Agora criamos nosso usuário e após vamos colocar ele para pertencer ao grupo wheel e setamos uma senha para ele.

useradd palamar -m
gpasswd -a palamar wheel
passwd palamar

Se você irá instalar uma interface gráfica, seria interessante colocar seu usuário ao seguintes grupos:

gpasswd -a palamar sys
gpasswd -a palamar lp
gpasswd -a palamar network
gpasswd -a palamar video
gpasswd -a palamar optical
gpasswd -a palamar storage
gpasswd -a palamar scanner
gpasswd -a palamar power

Sete uma senha para o usuário root

passwd root

Saía do chroot com o comando exit, desmonte as partições e reinicie o computador. Certifique-se que tenha removido a mídia de instalação.

  1. exit
  2. umount /mnt
  3. umount /mnt/home
  4. reboot
Deixe uma resposta
You May Also Like