Entenda como funciona o Gestor de pacotes APT

Um dos pontos fortes das distribuiçõe Debian, Ubuntu e derivados é o seu gestor de pacotes apt e a sua interface aptitude. A gestão das atualizações e instalações de software é efetuada com a ajuda deste poderoso e amigável gestor de pacotes. Graças ao apt e ao aptitude é possível, por exemplo, atualizar todo um sistema apenas com um par de comandos.

apt, apt-get ou aptitude?

O gestor aptitude, embora seja um front-end do apt, tem algumas vantagens, nomeadamente o fato de possuir uma interface gráfica e de manter um registo (log) das ações efetuadas, o que permite remover pacotes de uma forma mais “limpa”.

Instalação do aptitude

O pacote apt está incluido na instalação do Debian. O pacote aptitude pode ser instalado com um simples comando:

Interface do Aptitude
[email protected]:~# apt install aptitude

Apt é um gestor de pacotes de linha de comando que fornece comandos para pesquisar, instalar e desinstalar pacotes de software, além de permitir consultar informações sobre os mesmos. O apt oferece as mesmas funcionalidades que as ferramentas APT especializadas, como apt-get ou o apt-cache, mas acrescenta opções mais interessantes para uso interativo.

Para maior comodidade, são listados abaixo alguns exemplos e opções apt com os equivalentes comandos em apt-get, apt-cache e aptitude.

Atualização da lista de pacotes

apt update
Atualiza a lista de pacotes e metadados existente nos repositórios. Este deve ser o primeiro comando a executar quando se pretende gerir pacotes.
(Equivalente a apt-get update ou aptitude update).

Instalação de pacotes

apt install <pacote>
Instala um pacote de software e todas as suas dependências. É possível instalar vários pacotes de uma só vez, usando a sintaxe: apt install <…>.
(Equivalente a apt-get install <pacote> ou aptitude install <pacote>).

apt install –reinstall <pacote>
Re-instala um pacote, substituindo os ficheiros. Bastante útil, quando se quer repor ficheiros que tenham sido alterados entretanto.
(Equivalente a apt-get install –reinstall <pacote> ou aptitude reinstall <pacote>).

Atualização do sistema

apt upgrade
Instala todas a atualizações disponíveis, procedendo à instalação de pacotes para satisfazer todas as dependências.
(Equivalente a apt-get upgrade ou aptitude safe-upgrade).

apt full-upgrade
Instala todas as atualizações disponíveis, procedendo à instalação ou remoção de pacotes para satisfazer todas as dependências.
(Equivalente a apt-get dist-upgrade ou aptitude full-upgrade).

Remoção de pacotes

apt remove <pacote>
Remove um pacote. É possível remover vários pacotes de uma só vez usando a sintaxe: apt remove <…>.
(Equivalente a apt-get remove <pacote> ou aptitude remove <pacote>).

apt purge <pacote>
Remove totalmente um pacote, incluindo os ficheiros de configuração.
(Equivalente a apt-get purge <pacote> ou aptitude purge <pacote>).

apt autoremove
Remove pacotes auto-instalados para satisfazer dependências mas que já não são necessários.
(Equivalente a apt-get autoremove e sem equivalente no aptitude).

apt autoremove –purge
Remove pacotes auto-instalados para satisfazer dependências mas que já não são necessários, bem como todos os seus ficheiros de configuração.
(Equivalente a apt-get autoremove –purge e sem equivalente no aptitude).

Pesquisa de pacotes

apt search <pacote>
Pesquisa a lista de pacotes e mostra as ocorrências de critério.
(Equivalente a apt-cache search <pacote> ou aptitude search <pacote>)

Informações sobre pacotes

apt show <pacote>
Mostra informações acerca dos pacotes.
(Equivalente a apt-cache show <pacote> ou aptitude show <pacote>)

Limpar o repositório local

apt clean
Remove todos os ficheiros de pacotes existentes no repositório local.
(Equivalente a apt-get clean ou aptitude clean).

Para garantir a segurança do sistema, é imprescindível que o seu sistema esteja sempre o mais atualizado possível. A comunidade do debian e a Canonical desenvolvedora do Ubuntu sempre estão constantemente atualizando os softwares para correção de bugs e falhas de segurança. Um sistema não atualizado é um convite irrecusável a hackers e a crackers. Devem-se escolher criteriosamente as fontes de software ou repositórios e proceder a atualizações frequentes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like